Categoria ‘Blog’

Escolha quem vai viajar ao seu lado por meio das redes sociais

por Victor Barbieri, em 05/01/2012 às 5h52

post_20110105_klm

A companhia aérea KLM promete para ainda esse começo de 2012 um novo serviço para quem realizar seu check-in online. Ideal para quem viaja sozinho, o Meet and Seat permitirá escolher quem vai se sentar no assento ao lado por meio de características encontradas nos perfis de Facebook e LinkedIn dos demais passageiros. O serviço, claro, é opcional. Quem não quiser associar sua conta no check-in, não terá seu perfil disponível para outros usuários.

De acordo com a companhia, será uma oportunidade de networking, mas, obviamente muitos usarão tal serviço para conhecer interesses amorosos. De acordo com o site International Business Times, 45% dos passageiros de viagens aéreas admitiram paquerar durante o voo. E um terço do total admitiu que marcou encontros em terra com quem conheceu dentro do avião – 8% dos casos levaram a um relacionamento mais sério.

Como seu negócio pode usar as redes sociais para personalizar ainda mais os serviços oferecidos aos seus consumidores?

100 tendências que definirão a cultura jovem mobile em 2012

por Victor Barbieri, em 05/01/2012 às 9h06

post_20110105_tendencias

O site mobileYouth divulgou uma apresentação com as tendências que vão definir o comportamento dos jovens em 2012 no universo mobile. Entre elas, a Era da Descoberta, na qual esses jovens começam a descobrir por si só novos produtos, passando a ser influenciados pelos chamados Change Agents, e não mais pelas agências. Como, então, fazer seu produto chegar a esses agentes?

Uma vez que você consegue fãs para a sua marca, construa uma casa para eles (comunidade, projeto ou causa) – um espaço no qual possam criar um diálogo e um contexto entre si, mas depois se afaste, para que eles construam um relacionamento próprio, sem sua participação ativa. O que leva a outra tendência: a necessidade de pertencer a algo – seja um grupo, um movimento, time ou subcultura.

Confira as primeiras 30 tendências abaixo. Para ter acesso às demais, cadastre-se no site.

Sem mensagens para você

por Superinteressante, em 03/01/2012 às 6h05

post_20110301_sms

Texto original por Ismael dos Anjos

Foi-se o tempo em que telefones celulares serviam apenas para efetuar ligações. A novidade é que, aparentemente, agora também é questão de tempo para que eles não sirvam nem para mandar mensagens.  Explica-se: é que, de acordo com um levantamento publicado pelo site da revista americana de economia Forbes, os consumidores estão parando de enviar SMS.

Tradicionalmente a principal época para a troca de mensagens, o período das festas de fim de ano decepcionou ao redor do mundo em 2011. Na Finlândia, a principal operadora do país sofreu com uma queda de 22% em relação ao ano anterior. Em Hong Kong, a diminuição foi de 14%, e, na Austrália, de 9%. E nem os Estados Unidos parecem escapar à tendência, já que, apesar da quantidade de SMS enviadas ainda estarem em expansão, a taxa desse crescimento está em franca decadência.

Mas calma, não precisa chamar seus amigos de ingratos ou pensar que eles andam se esquecendo de te chamar pra balada. Analistas do setor – e, muito provavelmente, qualquer usuário de smartphones – já acharam uma boa explicação para isso: o uso crescente de redes sociais e serviços gratuitos de trocas de mensagem via internet.

E você, já chutou as SMS pra escanteio e passou a usar WhatsApp, Viber, Gtalk, Facebook e Blackberry Messengers do seu celular?

Imagem: João R. 

Suécia dá sua conta no Twitter para seus cidadãos

por Victor Barbieri, em 03/01/2012 às 2h23

post_20110103_sueciatwitter

A Suécia chamou atenção nas redes sociais ao lançar seu perfil oficial no Twitter. A diferença, porém, é que quem atualiza a conta são os cidadãos comuns. O projeto, chamado de Curators of Sweden, entrega o acesso ao perfil a uma pessoa diferente a cada semana. O objetivo da iniciativa é mostrar ao mundo a pluralidade do país, com cada curador narrando a sua visão da Suécia por um ângulo não visto normalmente nas mídias de massa.

O Swedish Institute e o VisitSweden, os órgãos por trás do projeto, esperam, com isso, o compartilhamento de histórias e informações de alguma forma relacionadas à Suécia, gerando interesse e curiosidade tanto em turistas como potenciais parceiros comerciais.

Confira aqui o perfil, que nesta semana está sendo atualizado pelo jovem Adam Arnesson. O mais interessante é que os usuários têm total liberdade para escrever lá, sem a necessidade de qualquer aprovação de conteúdo.

Pinterest, uma rede social para marcar gostos, pensamentos e, claro, tendências

por Superinteressante, em 22/12/2011 às 7h20

post_20111222_pinterest

Texto original por Ismael dos Anjos

Para aqueles que já estavam cansados dos posts no Facebook, as curtinhas do Twitter e não querem nem ouvir falar de Google + , já existe uma nova rede social para você prestar atenção. É o Pinterest, serviço em que o usuário cria murais de imagens a partir de fotos, ilustrações e referências visuais coletadas na internet.

Lançado em março de 2010, o site é um dos expoentes de uma nova onda de social bookmarking – que já teve expoentes como Digg, Reddit, e Del.icio.us -, assim como os concorrentes SnipIT e Clipboard. A grande diferença é que, nos últimos quatro meses, sua audiência se multiplicou: o número de visitantes saltou de 1 para 5 milhões, de acordo com dados da comScore.

Como funciona

Tá. Agora que você já entendeu por que o Pinterest promete bombar em 2012, só precisa saber, caso já não tenha aderido, como se usa a plataforma. Para entrar, é bem fácil: antes restrito a convidados, o serviço já permite que os interessados se cadastrem diretamente no site, inclusive usando contas no Twitter e Facebook como ponto de partida. Depois, são três passos simples antes de sair pinçando links por aí.

- Primeiro, o site pede que você escolha temas que curte. A lista inclui coisas como arte, história, ciência, esportes, comida e bebida, fotografia, tecnologia e nerdices. Isso serve de base para que a página sugira, automaticamente e junto com uma relação de seus amigos que já usam o serviço, perfis e murais interessantes para você seguir.

- Mais tarde, é a vez de criar seus próprios murais. Aqui, o serviço até sugere nomes e categorias, mas você cria o que bem entender (meu lado consumista só se satisfez quando criei o quadro ‘preciso-comprar-isso’).

- Por fim, basta adicionar a ferramenta que facilita toda a brincadeira. O botão de ‘Pin it’ é umplug-in que, uma vez instalado (o site dá instruções simples para o processo em cada navegador) permite que você marque qualquer imagem da web e a salve entre seus interesses no site. Legal, né?

Ainda estou começando a explorar melhor, mas o Pinterest já me ganhou  e parece uma mão na roda para jornalistas, designers, fãs de cultura pop e curiosos em geral.

Tendências da Super – Janeiro

por NJovem, em 22/12/2011 às 2h58

post_20111222_tendenciasjaneiro

O NJovem traz o conteúdo completo da seção de Tendências da mais nova edição da Superinteressante para os seus leitores. Na edição de janeiro da revista você confere:

  • Site permite criar e administrar festas e celebrações em que não há presentes, apenas doações para causas humanitárias;
  • Conheça um time de futebol no qual quem manda são os torcedores;
  • Pela primeira vez a Disney lançou um personagem novo em um game – que em 24 horas se tornou o aplicativo mais baixado na App Store, desbancando Angry Birds;
  • Um aplicativo no Facebook reúne pessoas com o mesmo tipo sanguíneo para facilitar doações de emergência;
  • Para ajudar a combater a obesidade, um aplicativo para smartphone mostra a quantidade de calorias do prato que o usuário está comendo;
  • Uma marca vende produtos reciclados feitos por prisioneiros russos e estonianos.

Quer saber mais? Leia o conteúdo completo aqui. Para conhecer as edições anteriores, visite a seção de Tendências da Super aqui no NJovem.

Construa um exército de influenciadores

por Victor Barbieri, em 21/12/2011 às 5h14

post_20111221_influenciadores


Texto original por Patrick Evans

Muitas vezes os profissionais de marketing falam sobre tentar ganhar influenciadores ou, em outras palavras, influenciar aqueles que têm influência sobre muitas pessoas.

As empresas tentam fazer isso de diversas maneiras, como oferecer a consumidores supostamente influenciadores em uma grande audiência a possibilidade de fazer test drive de carros por alguns dias ou conseguir amostras grátis de seus produtos.

Essa prática é difundida especialmente entre quem quer ganhar a atenção e o bolso do consumidor da Geração Y. O problema é que esses jovens não necessariamente confiam nesses influenciadores: eles confiam nos seus amigos.

Uma recente pesquisa da Deloitte descobriu que 90% dos consumidores dessa geração pedem opiniões a seus amigos a respeito de marca e produtos e 80% dizem que seus amigos têm alguma influência na decisão de compra.

Os amigos dos jovens – e não blogs, sites com resenhas, usuários de mídias sociais ou estrelas do YouTube – têm uma grande influência. É por isso que os profissionais de marketing e publicitários, especialmente aqueles que trabalham em empresas com uma forte presença em redes sociais, precisam focar em ganhar cada uma das interações com os consumidores da Geração Y.

Claro, um usuário pode ter mais seguidores no Twitter ou amigos no Facebook, mas, baseado nos números, uma pessoa com muito menos fãs ou seguidores pode acabar tendo uma influência ainda maior em uma eventual compra.

Pelo fato de cada membro dessa geração ser um possível influenciador, você não pode passar a oportunidade de influenciar positivamente cada consumidor com o qual você faz contato.

Procure focar em ganhar interações menores e individuais para construir um exército de consumidores jovens autenticamente recomendando seu produto, ao invés de pagar pela atenção de alguns poucos influenciadores “famosos”.

Um retrato da Geração Y

por Victor Barbieri, em 20/12/2011 às 9h55

post_20111220_millennials

A Geração Y (também chamada de Millennial) representa hoje 50 milhões de jovens que possuem entre 18 e 29 anos apenas nos Estados Unidos – no Brasil, são cerca de 20 milhões. O infográfico abaixo, baseado em uma série de pesquisas realizadas com jovens norte-americanos, traz o perfil detalhado dessa geração. Você sabia que 40% deles têm uma tatuagem? E que apenas um em cada cinco são casados? Ainda há informações interessantes a respeito do mercado de trabalho: 60% deles já mudaram de carreira pelo menos uma vez e 60% também afirmam não ganhar dinheiro suficiente nos seus trabalhos atuais.

Mundo Estranho lança edição extra e celebra as conquistas de 2011

por Victor Barbieri, em 16/12/2011 às 11h15

post_20111216_mundoestranho

Para encerrar 2011, a MUNDO ESTRANHO lança pela primeira vez em dez anos uma 13ª edição. A edição extra chega para coroar um ano de diversas conquistas para a marca.

Duas das edições de 2011 entraram para o ranking de mais vendidas de toda a história da revista: a de fevereiro e a de março, que, com a matéria de capa Erros Históricos, se tornou a segunda mais bem-sucedida nos dez anos de ME.

Como reconhecimento ao trabalho feito por toda a redação, a ME levou pra prateleira o troféu de Revista do Ano, do Prêmio Abril de Jornalismo.

A marca também se destacou em outras plataformas, não somente a impressa. Em maio, lançou sua versão para iPad, que foi eleita pela consultoria norte-americana McPheters & Company o terceiro melhor aplicativo de revista do Brasil. Os especiais também estão migrando para o tablet, como aconteceu com a edição Como Funciona o Corpo.

O site mais que dobrou de audiência após a inauguração de novos blogs e um canal de vídeos. No Facebook, o total de likes na fanpage da ME subiu mais de 600% após a iniciativa “Curtiu virou matéria” – mais um canal interativo para os leitores interagirem com o conteúdo da revista.

E você vai deixar sua marca de fora da MUNDO ESTRANHO em 2012? Conheça todas as plataformas e esteja presente em uma das revistas que mais atrai jovens leitores no país.

Quando as redes sociais se tornam perigosas

por Victor Barbieri, em 15/12/2011 às 10h58

Já publicamos no nosso Banco de Pesquisas um estudo sobre o cyberbulling. Agora, o site Zone Alarm faz um infográfico com os principais resultados para mostrar o mundo cruel das redes sociais entre os adolescentes.

Entre as informações mais interessantes e que revelam hábitos ruins na rede, 44% dos jovens usuários admitem já ter mentido a idade para entrar em algum site e 30% já passaram suas senhas para algum amigo. E 88% revelam ter visto atos de crueldade e bullying nas redes sociais.

Não foi à toa que o Facebook anunciou nesta semana a criação de uma ferramenta “anti-suicídio”. Ao ver um post de algum usuário que demonstre intenções de se matar, é possível acionar uma denúncia. O usuário recebe, por email, um número de telefone da National Suicidal Prevention Lifeline e um link para um chat exclusivo, com pessoas prontas para conversar com ele e fazê-lo mudar de ideia.