Tag ‘facebook’

O consumidor digital

por NJovem, em 28/02/2012 às 1h19

Realizador: Nielsen

Local de realização: Global

Resumo:  A pesquisa mostra o comportamento dos consumidores digitais no segundo semestre de 2011. Chamados de Geração C (de Conectados), esses jovens adultos com idades entre 18 e 34 anos estão constantemente conectados à internet e entre si. Não descansam nem quando estão fazendo outras atividades: quando assistindo a um programa na TV, costumam checar emails, pesquisar sobre um assunto não relacionado ao que estão vendo e acessar redes sociais. O Facebook, aliás, é o site mais acessado durante esse momento. Esse público é o que mais entra em redes sociais por smartphones – 58,8% afirmam usar seus aparelhos para isso.

Saiba mais aqui.

Facebook em 2012

por Victor Barbieri, em 23/02/2012 às 8h41

O site Infographic Labs reuniu em um infográfico as estatísticas mais recentes do Facebook. Entre as curiosidades, na América do Norte mais de metade da população tem uma conta na rede social. Um usuário em média gasta 20 minutos em cada visita e, diariamente, são postadas 250 milhões de fotos e o botão de “Curtir” é apertado 2,7 bilhões de vezes.

Em 2011, o faturamento do site foi de 1 bilhão de dólares. Pouco mais da metade desse valor vem de publicidade, e outros 12% tem origem nos games da produtora Zynga.

As redes sociais na China

por Victor Barbieri, em 08/02/2012 às 2h30

post_20120208_china

Um país com quase 500 milhões de internautas sujeitos às políticas de censura do governo na internet. Esta é a China que, desde 2003, viu sites como Facebook, Twitter, The Huffington Post e YouTube serem bloqueados para seus cidadãos.

Para contornar esse problema, sites muito parecidos com os bloqueados, mas criados na própria China, têm sido usados pelos internautas chineses, que passaram a adotar as redes sociais em uma grande velocidade. E se transformaram em um mercado potencial bastante interessante, por serem mais influenciados pela internet em decisões de compra em comparação aos norte-americanos. Uma pesquisa revela que 95% dos chineses acreditam que marcas que usam plataformas de microblog são mais confiáveis.

Confira esses e outros número no infográfico abaixo, divulgado pelo site G+.

O que você precisa saber sobre redes sociais no mundo

por Victor Barbieri, em 16/01/2012 às 3h08

post_20110116_redessociais

Já publicamos aqui diversos números e curiosidades sobre as redes sociais. Para facilitar a vida de quem trabalha com essa plataforma e está integrando-a a seu planejamento de marketing, a comScore divulgou um estudo com as 10 coisas que você precisa saber sobre redes sociais e pra onde elas estão indo.

O estudo fornece um amplo panorama com informações de acesso às principais redes, formas de acesso, perfil demográfico e o uso das mídias sociais em cada país.

Confira no nosso Banco de Pesquisas.

As redes sociais no mundo

por NJovem, em 16/01/2012 às 2h37

Realizador: comScore

Local de realização: Mundial

Resumo:  Levantamento da comScore mostra um grande panorama das redes sociais no mundo e para onde este mercado deve crescer nos próximos anos. O uso de mídia social já é a atividade mais popular na internet, com aproximadamente 35 bilhões de horas gastas mensalmente pelos usuários. Já o país que mais usa essas ferramentas é Israel, com uma média de 11,1 horas gastas por visitante, enquanto que a Holanda é o mercado com maior penetração do Linkedin entre seus usuários (27%). Entre os grupos demográficos, a penetração das redes é maior entre os jovens de 15 a 24 anos (84,4%), mas todas as demais gerações estão bastante próximas – ainda que na quantidade de horas gastas com visitas os mais jovens tenham uma larga vantagem.

Faça o download da pesquisa completa aqui.

Mais números sobre as redes sociais

por Victor Barbieri, em 06/01/2012 às 3h55

O infográfico abaixo publicado pelo AdAge reúne alguns números a respeito das principais redes sociais atualmente no mundo divulgados por diversas fontes. Entre as curiosidades, usuários do Facebook têm, em média, 130 amigos e estão conectados a 80 páginas (fan pages, eventos e grupos) e compartilham cerca de 3,5 bilhões de vídeos, fotos, links e outros tipos de conteúdo.

Confira muitas outras informações abaixo.

Veja mais:

Escolha quem vai viajar ao seu lado por meio das redes sociais

por Victor Barbieri, em 05/01/2012 às 5h52

post_20110105_klm

A companhia aérea KLM promete para ainda esse começo de 2012 um novo serviço para quem realizar seu check-in online. Ideal para quem viaja sozinho, o Meet and Seat permitirá escolher quem vai se sentar no assento ao lado por meio de características encontradas nos perfis de Facebook e LinkedIn dos demais passageiros. O serviço, claro, é opcional. Quem não quiser associar sua conta no check-in, não terá seu perfil disponível para outros usuários.

De acordo com a companhia, será uma oportunidade de networking, mas, obviamente muitos usarão tal serviço para conhecer interesses amorosos. De acordo com o site International Business Times, 45% dos passageiros de viagens aéreas admitiram paquerar durante o voo. E um terço do total admitiu que marcou encontros em terra com quem conheceu dentro do avião – 8% dos casos levaram a um relacionamento mais sério.

Como seu negócio pode usar as redes sociais para personalizar ainda mais os serviços oferecidos aos seus consumidores?

Mundo Estranho lança edição extra e celebra as conquistas de 2011

por Victor Barbieri, em 16/12/2011 às 11h15

post_20111216_mundoestranho

Para encerrar 2011, a MUNDO ESTRANHO lança pela primeira vez em dez anos uma 13ª edição. A edição extra chega para coroar um ano de diversas conquistas para a marca.

Duas das edições de 2011 entraram para o ranking de mais vendidas de toda a história da revista: a de fevereiro e a de março, que, com a matéria de capa Erros Históricos, se tornou a segunda mais bem-sucedida nos dez anos de ME.

Como reconhecimento ao trabalho feito por toda a redação, a ME levou pra prateleira o troféu de Revista do Ano, do Prêmio Abril de Jornalismo.

A marca também se destacou em outras plataformas, não somente a impressa. Em maio, lançou sua versão para iPad, que foi eleita pela consultoria norte-americana McPheters & Company o terceiro melhor aplicativo de revista do Brasil. Os especiais também estão migrando para o tablet, como aconteceu com a edição Como Funciona o Corpo.

O site mais que dobrou de audiência após a inauguração de novos blogs e um canal de vídeos. No Facebook, o total de likes na fanpage da ME subiu mais de 600% após a iniciativa “Curtiu virou matéria” – mais um canal interativo para os leitores interagirem com o conteúdo da revista.

E você vai deixar sua marca de fora da MUNDO ESTRANHO em 2012? Conheça todas as plataformas e esteja presente em uma das revistas que mais atrai jovens leitores no país.

Quando as redes sociais se tornam perigosas

por Victor Barbieri, em 15/12/2011 às 10h58

Já publicamos no nosso Banco de Pesquisas um estudo sobre o cyberbulling. Agora, o site Zone Alarm faz um infográfico com os principais resultados para mostrar o mundo cruel das redes sociais entre os adolescentes.

Entre as informações mais interessantes e que revelam hábitos ruins na rede, 44% dos jovens usuários admitem já ter mentido a idade para entrar em algum site e 30% já passaram suas senhas para algum amigo. E 88% revelam ter visto atos de crueldade e bullying nas redes sociais.

Não foi à toa que o Facebook anunciou nesta semana a criação de uma ferramenta “anti-suicídio”. Ao ver um post de algum usuário que demonstre intenções de se matar, é possível acionar uma denúncia. O usuário recebe, por email, um número de telefone da National Suicidal Prevention Lifeline e um link para um chat exclusivo, com pessoas prontas para conversar com ele e fazê-lo mudar de ideia.

A verdadeira relação entre o uso do Facebook e as notas dos estudantes

por Victor Barbieri, em 07/12/2011 às 1h54

post_20111207_facebookenotas

Quase dois mil estudantes responderam a uma pesquisa para identificar de uma vez por todas o quão prejudicial o Facebook pode ser para os estudos. Os resultados mostram que o problema não é usar a rede social – mas sim de que forma ela é usada.

Um uso acima da média pode fazer com que as notas dos estudantes caiam – ainda que pouco. E, entre as atividades mais realizadas no site, as atualizações de status têm mais relação com notas mais baixas do que o compartilhamento de links ou as visitas aos perfis dos amigos. De modo geral, o Facebook pode trazer até mesmo benefícios para os estudantes – cabe ao educador encontrar a melhor forma de fazer uso da ferramenta.

Para se inspirar, relembre um post que publicamos aqui sobre o uso do Twitter em salas de aula.

Veja mais resultados no infográfico abaixo.

Page 1 of 612345...