Tag ‘fotos’

Da porta para dentro: Google Maps começa a tirar fotos do interior das lojas

por Superinteressante, em 04/11/2011 às 2h46

post_20111104_googlephotobusiness

Texto original por Tânia Vinhas

O Google Maps já havia ajudado a vida de muita gente quando lançou o Google Street View, a ferramenta que mostra exatamente o que tem na rua que você está pensando em visitar. E agora ele deu mais um passo. Desta vez, um passo adentro. Com o Business Photos, vai ficar mais fácil conhecer também o interior dos lugares aonde que você quer ir.

Várias lojas e restaurantes já receberam visitas de equipes do Google Maps, que fizeram fotos 360º de seus interiores. As imagens mostram decoração, prateleiras com produtos e tudo o mais – como a foto da Gruhn Guitars de Nashville, Tennessee, que ilustra esta matéria. Por enquanto a novidade é muito seletiva: só dez cidades americanas foram contempladas (Baltimore, Boston, Los Angeles, Miami, Nova York e Washington são algumas delas), além de poucos estabelecimentos da Austrália, França, Japão, Nova Zelândia e Reino Unido.

O Google começou a aceitar pedidos de inclusão no ano passado e só agora é que as fotos começaram a aparecer para os usuários. Se pegar de vez, vai ser bem prático: além das informações que o Maps já disponibilizava, como localização, telefone, horário de funcionamento e resenhas, poderemos verificar a cara do ambiente.

Mas o serviço não é perfeito: ainda não existe uma lista das lojas participantes (você tem que se arriscar e procurar) e as fotos não estão integradas ao Street View normal (aparentemente, não dá para passear na rua e entrar e sair da loja como na vida real, é preciso clicar no link específico do estabelecimento que fica em um lugar diferente – no Place Pages . E aí até voltar à primeira página, você pode ser perder).

Ainda assim, a adição parece uma boa ideia. E enquanto o Google Maps não inventar de tirar foto do interior da sua casa, está ótimo!

Facebook é (de longe) o maior catálogo de fotos do mundo

por Superinteressante, em 20/09/2011 às 12h20

post_20110920_fotosfacebook

Texto original por Ana Carolina Prado

De acordo com o site 1000memories, o Facebook atingiu a incrível marca de 140 BILHÕES de fotos publicadas por seus usuários. Isso é 10 mil vezes a quantidade de fotos que existem na Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos, a maior do mundo.

E, se você achava que o Flickr talvez pudesse chegar perto como um dos maiores bancos de imagens digitais que existem, se engana: o gráfico acima mostra como ele é pequeno em comparação ao gigante Facebook. Em agosto, o Flickr atingiu a marca de 6 bilhões de fotos. O Instagram atingiu a marca de 200 milhões em setembro deste ano.

Segundo o site, a humanidade já fez 3,5 trilhões de fotos até hoje e o número de fotos tiradas a cada dois minutos é maior do que todas as que foram feitas no século 19 inteiro. O ano 2000 foi o mais produtivo em relação às fotos de câmeras analógicas: foram 85 bilhões delas só nesse ano, o que dá 2500 fotos por segundo!

Hoje, estima-se que 2,5 bilhões de pessoas tenham uma câmera digital e o crescimento exponencial dos cliques é assustador: tiramos quatro vezes mais fotos do que 10 anos atrás. Se cada pessoa tirar em média 150 fotos por ano, teremos 375 bilhões delas, o que pode soar meio bizarro. Mas, se considerarmos que o Facebook espera receber mais de 70 bilhões de fotos este ano (o que corresponderia a cerca de 20% desse total), o número passa a parecer razoável.

O mundo em imagens

por Victor Barbieri, em 09/05/2011 às 1h38

Por Victor Barbieri

A internet e os seus muitos sites de compartilhamento de imagens tornaram fácil arquivar qualquer imagem tirada hoje com câmeras e celulares que se multiplicam nas mãos da população mundial. O site vineme traz uma proposta nova para como essas fotos são armazenadas e visualizadas. A ideia é fazer uma timeline do mundo.

Ao disponibilizar uma imagem, o usuário deve colocar tags e especificar a data em que ela foi tirada, permitindo que todo o conteúdo seja visto na forma de uma linha do tempo de acordo com o filtro escolhido pelos visitantes.

Fotos dos dias atuais vemos aos montes nas diversas redes sociais à disposição dos jovens hoje. O mais interessante do vineme, portanto, é poder observar fotografias antigas de verdade (sem os efeitos dos aplicativos modernos), em uma época em que não havia como compartilhá-las a não ser chamando os amigos em casa.